14 janeiro 2015

A TERCEIRA XÍCARA DE CHÁ ~ Greg Mortenson & David Oliver Relin

O livro conta a história do montanhista Greg Mortenson que depois de 78 dias escalando o K2 no Paquistão, a segunda montanha mais alta do mundo, perde o rumo da chegada.


Greg foi encontrado por um aldeão, e hospedado nessa família até a sua recuperação. Tocado pela pobreza da região e a generosidade de seus novos amigos, ele decidiu dedicar sua vida construindo escolas para meninas em zonas remotas da Ásia Central, principalmente na região paquistanesa e no vizinho Afeganistão. 


Com ajuda de um milionário desconhecido, Greg inaugurou a primeira escola. Ao todo, 55 escolas foram construídas em locais inóspitos e dominados por rebeldes da Al-Qaeda. 

uma história de superação, de encontro e reencontro com objetivos perdidos. Sem dúvida um belo relato da vida em comunidade, dos costumes locais, dos sonhos… para quem gosta de fatos reais, é um bom livro.


09 janeiro 2015

TEMPO DE ESPERAS ~ Pe. Fábio de Melo

Um livro revelador. Um diálogo através de cartas entre um professor e um jovem acadêmico. 

O professor após ter alcançado sucesso acadêmico e muito prestigio, decidiu interromper a carreira e se dedicar as coisas cotidianas e simples. 

O jovem almejava alcançar o que o professor teve, sucesso e prestígio acadêmico.

Através das cartas vamos nos percebendo, vamos nos vendo. Pessoas de sonhos, pessoas de fracassos, pessoas de memórias que teimam em voltar… pessoas de luta.

Para quem ama a literatura existencialista cristã vale cada carta. Sim não é um livro de Camus, autor existencialista que aprecio muito, mas gera a boa inquietação que alguns autores  existencialistas propiciam.

A leitura é veloz, suave, determinante, reveladora... não há muitas paradas e em poucas horas é possível concluí-la, mas o que permanece leva dias para ser digerido, apreciado, refletido...



06 janeiro 2015

O MENINO DO PIJAMA LISTRADO – John Boyne

Nesse livro conhecemos a história de Bruno, um jovem alemão de 9 anos e de seu amigo o judeu Shmuel, também com 9 anos.

Filho de um militar nazista, Bruno, muda da confrontável mansão em Berlim para uma casa nas proximidades de um campo de concentração de judeus, administrado por seu pai. 

Todavia Bruno não tem noção do que se passa na fazenda, como seu pai chama o campo de judeus. Tudo que Bruno sabe é que ele não deve se aproximar da cerca. Bruno também não sabe que a saudação Heil Hitler é algo especifico, para ele era apenas uma saudação, uma forma educada de agir.

Quando ele olha pela janela do seu quarto, ele consegue ver as pessoas da fazenda e fica curioso com a fumaça preta que as vezes sai pelas chaminés, mas seus pais nunca comentam sobre isso. Por algum motivo, que Bruno não entende, todos usam um pijama listrado cinza, mas sua mãe se recusa a dizer o porque e parece ficar triste com as perguntas de Bruno.

Um dia, explorando os arredores da casa, ele chega a cerca e encontra do outro lado um menino. Ele usa o pijama listrado e tem um semblante triste. Ele também sabe pouco do que está acontecendo. Os dois ficam amigos, ignorando o fato de viverem em ambientes diferentes, eles criam um espaço de lazer. Um relacionamento de paz perdido no meio da guerra, cuja ingenuidade é fator principal para o enredo e desfecho extraordinários.


Um livro escrito com grande sensibilidade, pelo olhar de dois meninos que tudo que queriam era viver em paz. E eu me pergunto: O que acontece com as crianças quando elas crescem? porque esquecemos os nossos sonhos de paz?

Escrito com muita sensibilidade o livro chegou as telas de cinema e fica a dica para quem quiser ver o filme ao invés de ler o livro, ou melhor ainda leia e veja...

05 janeiro 2015

A MULHER SILENCIOSA ~ A.S.A. HARRISON


Sentimento é terra desconhecida. Nesse livro você vai conhecer a história de Jodi, uma psicóloga que passou parte de sua existência criando mecanismos para não repetir a história de sua mãe, a esposa de um traidor de emoções, que vivia a margem dos acontecimentos. Uma mulher forte, fragilizada pelo afeto desordenado! 

Você vai conhecer Todd, um homem que nunca deixou de criticar seu pai pela violência, não física, mas emocional, a que submeteu sua mãe. Um empresário bem sucedido, um marido exemplar.

Vai conhecer Natasha uma jovem que não percebe erro em suas ações, não por falta de idade, mas por maturidade e 'bom senso' comprometidos pela vida. Natasha culpa os outros quando algo não vai da forma como ela quer e pouco reflete em seus repetidos erros.


Para quem gosta de um bom drama psicológico, esse livro é fantástico. O passeio pela mente dos personagens, é revelador e intenso.

…Me fez pensar: Normalmente repetimos o que temos mais medo, de certa forma, porque não deixamos o passado para trás e nos condicionamos, sem perceber, a repeti-lo. 

Quando terminei o livro disse em vós alta: avante presente, abaixo o passado e que o futuro seja bom. Sem nenhuma dúvida uma boa leitura para quem gosta de 'dramas psicológicos'.

Quem preferir A Mulher Silenciosa foi adaptado para o cinema tendo Nicole Kidman, como protagonista e produtora do filme.


03 janeiro 2015

A ÚLTIMA TESTEMUNHA DE AUSCHWITZ ~ Denis Avey & Broomby

Para quem gosta de história e estuda sobre o Holocausto esse é um bom livro. Narrado na primeira pessoa, o livro é um relato da Segunda Guerra Mundial, contado por Denis Avey e Rob Broomby. Denis foi prisioneiro de Guerra em Auschwitz e Rob, é um jornalista da BBC que investiga relatos de guerra.

No livro, Denis narrou a experiência de guerra e de 'pós-guerra', quando o assunto não era abordado de forma alguma, em seu tempo.

Na guerra, ele combateu o exército italiano no Deserto Ocidental, onde era mais importante colocar água nos carros do que matar a sede dos soldados, fato que o chocou. Posteriormente, ele foi capturado e alojado num navio que foi torpedeado. 

Ele conseguiu sobreviver, mas foi novamente aprisionado e mantido num campo italiano para prisioneiros de guerra, até ser transferido para a Alemanha e, finalmente, para o E715, onde prestou trabalhos forçados juntos aos judeus de Auschwitz. O livro mostra mapas de Auschwitz e fotos do arquivo pessoal do autor. (uma boa coleção)

Em Auschwitz, ele trocou de lugar por duas vezes com um judeu, onde presenciou as atrocidades contra a vida humana afirmando, 'nunca pensei ser possível presenciar tanto horror.'


Me impressionou a coragem e a bravura desse homem. Ao trocar de lugar ele queria saber o mais possível sobre o campo de concentração para denunciar as autoridades mundiais quando voltasse da Guerra. 

A decepção é que as autoridades não quiseram saber, não era de interesse deles voltar a falar em guerra. 

Ele tentou contar seu relato por várias vezes... até que depois de 64 anos, foi convidado para uma entrevista na BBC e como uma porta que se abriu ele nunca mais deixou de contar suas memórias, para que o mundo não esqueça e mais ainda para que não repita o holocausto.

02 janeiro 2015

O SR. PIP ~ Lloyd Jones


O jornalista neozelandês Lloyd Jones cobriu o bloqueio que o governo de Papua-Nova Guiné impôs à ilha de Bougainville durante uma guerra civil nos anos 90.

Relendo suas anotações, ele compôs Sr. Pip (2006), vivido em um cenário histórico de guerra e desespero.

Sr. Watts (no filme - 2013 - vivido pelo ator Hugh Laurie, protagonista da série de TV 'House'), foi o único homem branco a permanecer em Bougainville durante o bloqueio e mesmo sem ter o treinamento adequado ele se tornou o professor da escola local.

Nas aulas ele escolheu ler Grandes Esperanças, um clássico de Charles Dickens. Os alunos – em particular a pequena Matilda, narradora do livro O Sr. Pip – se identificaram profundamente com o órfão Pip, herói de Grandes Esperanças.

O livro conta, sob a perspectiva de Matilda, como o personagem de um dos grandes escritores do século XIX, Charles Dickens, é capaz de mudar a vida da jovem e de sua comunidade.

Diariamente, Sr. Watts, lia um capítulo do livro, despertando nas crianças a curiosidade por um mundo nunca antes visto e renovando a esperança de dias melhores. 

Sem nenhuma dúvida, um bom livro e para quem já leu Grandes Esperanças é um passeio pelo tempo.

"É impossível fingir que está lendo um livro. Seus olhos irão traí-lo. Assim como sua respiração. Uma pessoa fascinada por um livro simplesmente se esquece de respirar. A casa pode pegar fogo, e o leitor mergulhado num livro só erguerá os olhos quando o papel de paredes estiver em chamas." (Lloyd Jones)


O Inocente ~ Harlan Coben

O Inocente, é uma leitura rica de tramas e bom conteúdo, com uma narrativa de suspense. O desenvolvimento da história se dá em uma espira...